Feb 26, 2013

como recuperar um posicionamento... ou não!

na passada segunda-feira, dia 25, a Volkswagen estreou no Brasil uma campanha para apresentar o "Novo Fusca 2013". E em vez dos cenários e situações estereotipadas que estamos habituados a encontrar na comunicação dos dias de hoje no sector automóvel, a Volkswagen optou por levar o novo Fusca de 2013 para os anos 70, época de ouro para este veiculo, altura em que o Fusca era o carro mais popular do Brasil.
 
a intenção da Volkswagen é recuperar o posicionamento do "Fusca" como património, como parte do imaginário da vida dos brasileiros; isto, sem deixar de apresentar e valorizar a modernidade do automóvel na sua versão actual (via)

a execução é genial, sem sombra de dúvida!















mas a mim fica-me uma dúvida importante, um facto que pode minar todo este esforço de reposicionamento: nos anos 70 o Fusca era um carro bom e extremamente "affordable"! trazer isso para 2013 não é linear, porque o carro continua bom (ainda melhor diria...), mas, como alguém dizia a determinada altura num dos comentários à campanha: "Parabéns por transformar um carro popular em um carro caro." E isto pode fazer toda a diferença, o carro tem uma estratégia de princing completamente discrepante com o posicionamento pretendido. Cuidado...

um caso extremo disto que acabo de dizer aconteceu com a compra do Mini da Austin pela BMW. O carro do povo passou a carro da aristocracia. Mas isso foi intencional, e a comunicação é coerente com esse objectivo: transformar um carro vulgar em aspiracional. Isso foi conseguido e é coerente! Parabéns. Completamente diferente do que a Volkswagen está a fazer... que vos parece?

deixo-vos com os dois filmes da campanha. A criatividade é da AlmapBBDO com produção da ParanoidBR



No comments:

Post a Comment