Mar 8, 2013

o vinho e a escrita nem sempre são bons amigos

as histórias de negócio de sucesso não são apenas escritos a tinta, são também, muitas vezes, acompanhadas por um copo de bom vinho.  















a Casa Mariol decidiu juntar os dois conceitos, da escrita e do vinho, e criou uma caneta que escreve com vinho em vez de tinta. Para o efeito trabalhou e adaptou uma selecção especial de Cabernet Sauvignon para que pudesse ser utilizada como tinta. Cada uma destas canetas foi depois enviada para potenciais parceiros de negócio e clientes mais importantes. 
 
à primeira impressão, ficamos quase tentados a achar que é uma boa ideia! mas 3 segundos depois percebemos que é tão desadequada como uma nódoa de vinho na nossa camisa preferida num jantar de cerimónia. Ou a caneta é uma Montblanc, ou tudo é um desperdício. Desperdício de vinho e de dinheiro. É desadequada pela sensação de estranheza! O que tem de interessante escrever a vinho? Porque é que eu vou encomendar vinho com base nisso? Tentaram inovar e bateram contra a parede! Acontece aos melhores.

por isso, este post inaugura o label "nem tudo o que reluz é ouro" ;) mas deixo-vos com o vídeo do case e fico à espera da vossa opinião.

No comments:

Post a Comment